Ministério do Turismo e Prefeitura da Cidade de Salvador apresentam:

12 jun 2022

Centro de Convenções Salvador vai receber Bienal do Livro Bahia durante seis dias

Evento previsto para 2020 foi adiado por causa da pandemia de Covid-19.

Depois de ter sido adiada em 2020 devido à eclosão da pandemia de Covid-19 no Brasil, a Bienal do Livro Bahia está confirmada para o período de 10 a 15 de novembro, no Centro de Convenções Salvador, na Boca do Rio. A expectativa é que o evento receba cerca de 100 mil pessoas ao longo dos seis dias.

Idealizado pela GL events – mesmo grupo que realiza a Bienal Internacional do Livro Rio -, a Bienal do Livro Bahia foi repaginada e vai reunir as principais editoras do mercado, autores e formadores de opinião em uma programação cultural voltada para toda a família. 

A curadoria deste ano é assinada pelo Café Literário, cartão de visitas da Bienal que, através das narrativas, reúne discussões importantes para a sociedade. A programação será definida pela escritora baiana Joselia Aguiar, autora de Jorge Amado – Uma Biografia, título vencedor do Prêmio Jabuti.

Jornalista, com passagem por empresas da Bahia e de São Paulo, Josélia já foi curadora da Feira Literária Internacional de Paraty (Flip), em 2017 e 2018, e diretora da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, entre 2019 e 2021.

A Bienal Bahia também terá programação focada no universo dos jovens, com a participação de grandes nomes da cultura pop para debater sobre temas atuais. O espaço terá curadoria do jornalista Schneider Carpeggiani, doutor em Teoria Literária, que também foi curador de eventos como a Bienal do Livro de Pernambuco e Festival de Literatura do Recife.

Atualmente, ele atua como editor do Suplemento Pernambuco e do selo Suplemento Pernambuco, além de manter uma relação próxima com a produção cultural do Nordeste.

Já a jornalista, roteirista, produtora cultural e diretora audiovisual Mira Silva vai se dedicar a um espaço destinado aos pequenos leitores, com uma série de atividades lúdicas que aproximam as crianças do universo da literatura. Mira é curadora também da Fliquinha – Festa Literária Internacional de Cachoeira, cidade do Recôncavo, a 120 km de Salvador.