Ministério do Turismo e Prefeitura da Cidade de Salvador apresentam:

10 jun 2022

Bienal Bahia terá curadoria de Josélia Aguiar, Schneider Carpeggiani e Mira Silva

A Bienal Bahia, que retorna a Salvador após um hiato de quase 10 anos, foi repaginado e traz um time de curadores especial que tem como missão apresentar ainda mais conteúdo de qualidade e espaços para o público. O evento, que acontece entre os dias 10 e 15 de novembro, no Centro de Convenções, vai reunir as principais editoras do mercado, autores e formadores de opinião. A estimativa é que cerca de 100 mil pessoas participem da programação.

O famoso Café Literário, cartão de visitas da Bienal, terá curadoria da jornalista baiana Josélia Aguiar, autora de “Jorge Amado – Uma Biografia”. “Pensar a curadoria da Bienal Bahia é pensar dentro de uma lógica bastante transversal. Estamos falando sobre arte em geral. Literatura, música, cinema, cultura oral, cultura popular e muito mais atravessam o conteúdo do festival. É uma alegria fazer parte de um evento tão importante para a cultura do livro na Bahia. É preciso fortalecer o hábito da leitura em todo o país e me sinto honrada de colaborar para isso acontecer”, diz Josélia.

Já o espaço dedicado ao universo dos jovens, que contará com a participação de grandes nomes da cultura pop debatendo sobre temas atuais, terá curadoria do jornalista Schneider Carpeggiani. “Estamos trabalhando não só para reforçar a importância da leitura, mas também para incluir nos debates temas que são quentes e estão em pauta na nossa sociedade. Estamos preparando um conteúdo que propõe reflexões sobre como a leitura nos torna cidadãos”, comenta Schneider.

Por fim, a jornalista, roteirista, produtora cultural e diretora audiovisual Mira Silva será a responsável pela curadoria de um espaço destinado exclusivamente aos pequenos leitores, com uma série de atividades lúdicas que aproximam as crianças do universo da literatura. “Em um país onde a educação infantil ainda é tão deficitária, é muito importante que existam espaços, eventos que provoquem esse encantamento com os livros nas crianças, que incentivem o hábito da leitura”, celebra Mira.